segunda-feira, 17 de maio de 2010

O MEIO AMBIENTE nas considerações de Aurizete do I período de Letras da FVJ


MEIO AMBIENTE


Francisca Aurizete da Silva Medeiros[*]


A Floresta Amazônica não pode,
ela própria, entrar na
Justiça contra os desmatadores.
Nós é que temos de fazer isso.
Marina Silva – Senadora


O meio ambiente é definido pelas condições existentes em determinada área da superfície terrestre, onde a vida pode desenvolver-se e onde o homem exerce suas atividades. Entretanto, no decorrer dos anos a ação impensável do homem tem resultado no desequilíbrio ambiental.
Como solucionar tantos problemas ambientais? Há diversas maneiras de se promover a preservação ambiental, entre elas, pode-se considerar a reciclagem de lixo. Esta é uma das formas mais básicas e de fácil manuseio, e que vem sendo recomendada e pouco adotada pela sociedade. Outra forma de preservação pode ser o uso de energias limpas e também preservação de lagos, rios e parques ecológicos.
Uma das maiores ameaças ao meio ambiente é a urbanização em áreas de mata; essa interferência do homem agride diretamente ao ciclo natural dos ecossistemas. Os que mais sofrem com essa interferência são os animais, pois estão perdendo pouco a pouco o seu habitat natural, ficando sujeitos a uma brusca mudança de hábitos e comportamentos.
Felizmente o homem tem despertado para a realidade do meio ambiente, reconhecendo que também está inserido nele. Porém pouco se tem feito, para amenizar os efeitos de tanta destruição ambiental.
As florestas são os ambientes mais ricos da terra em biodiversidade e em mais de 500 anos já foram devastado somente aqui no Brasil mais de 30% das florestas, sendo a maior parte nos últimos 50 anos. Esse quadro é tão alarmante que preocupam até os outros países, onde seus governos estão a todo momento aconselhando às autoridades brasileiras a fazer algo em relação ao assunto.
Além do desmatamento das florestas há também a poluição que é outro grande fator que contribui para o desequilíbrio ambiental. Grande parte provocada pelas queimadas e por gases emitidos por veículos e fábricas industriais, os quais poluem o ar, a água e o solo causando diversos impactos ambientais.
A intervenção do homem no mundo natural, mesmo sendo com uma maior consciência torna-se insuficiente mediante às grandes degradações que já ocorreram até agora.
Preservar o meio ambiente pode ser uma tarefa grande para uma pessoa, mas se cada um, cada cidadão contribuir de alguma forma essa tarefa torna-se possível.
Com uma maior conscientização e valorização do meio ambiente as chances de que o ambiente seja restaurado cresce visivelmente.
É preciso cada um respeitar o espaço de todo ser vivo, respeitar a fauna e a flora de forma geral e adotar medidas para que o meio ambiente possa pelo menos respirar.


[*] Aluna do 1º período do Curso de Letras da faculdade do vale do Jaguaribe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Seguidores